Páginas

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Estátua de premiê em Tel Aviv causa polêmica cultural

TEL AVIV  (ISRAEL) - Estátua dourada do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em uma praça de Tel Aviv chamada de "Rei Bibi" pela artista e ativista que a criou, vem causou espanto nos transeuntes e repúdio do Ministério da Cultura do país.


O governo israelense e artistas estão enredados em uma "guerra cultural" por conta de medidas adotadas pela ministra da Cultura, Miri Regev, para reter fundos estatais a instituições que não expressam lealdade ao Estado. Postando no Facebook depois de a escultura ter sido instalada, Regev a classificou como uma "expressão de ódio contra Netanyahu".

As pessoas que por lá passavem indo ao trabalho, logo se aglomeraram para tirar fotos e debater se a estátua deveria ser vista como um deboche de Netanyahu ou uma homenagem ao premiê direitista. "Bibi" é uma mulher que se curvou de brincadeira diante da efígie, que Zalait disse ter levado três meses para esculpir.

Netanyahu e sua esposa, Sara, foram alvo de investigações e manchetes frequentes questionando se fundos estatais foram utilizados para manter o que críticas denunciam como um estilo de vida suntuoso. 

Filme vira livro

Via de regra é o cinema quem adapta obras literárias à telona. Mas, este caso o caminho inverso. Desta vez foi o cinema que buscou inspiração na literatura. Este livro se inspira no filme homônimo, cujo enredo narra a viagem de um geólogo que realiza uma pesquisa de campo no sertão nordestino, numa região por onde passará um grande canal de irrigação. 

Durante seu trajeto tanto por locais que serão beneficiados quanto por outros que serão desapropriados e inundados pela obra, ele tenta esquecer a mulher que o deixou. 

Trata-se de uma narrativa que possibilita ao leitor entrar em contato com a experiência da separação amorosa em meio a paisagens áridas e metafóricas. A obra traz encartado o DVD do filme.

Escrito e dirigido por Marcelo Gomes e Karim Aïnouz, a publicação traz imagens de diversas cenas acompanhadas de frases que marcaram o roteiro.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Teatro tem cursos gratuitos Extensão Cultural

SP Escola de Teatro tem cursos gratuitos Extensão Cultural. Inscrições e matrícula devem ser feitas exclusivamente pela Internet. 
Foto: Divulgação

A SP Escola de Teatro - Centro de Formação das Artes do Palco está com inscrições abertas para quatro cursos gratuitos de Extensão: Workshop Produção de Espetáculos Culturais, Butoh: movimento e design de aparência, Playing Shakespeare: O ator performer de si mesmo e Atuação para Teatro Musical. Os interessados devem se inscrever exclusivamente na seção Extensão Cultural no site da Escola.

Confira abaixo mais informações sobre os cursos: EM SÃO PAULO DESTAQUE

domingo, 4 de dezembro de 2016

Poeta maranhense Ferreira Gullar morreu neste domingo

O poeta e escritor brasileiro Ferreira Gullar morreu este domingo, no Rio de Janeiro, aos 86 anos. Gullar estava internado no Hospital Copa D'Or, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. As causas da morte do poeta ainda não foram divulgadas. 

Durante sua frutífera carreira recebeu o Prêmio Camões em 2010 e em 2014 integrou a Academia Brasileira das Letras, tornando-se imortal.

Nascido em São Luiz do Maranhão,em 1930, Ferreira Gullar, pseudônimo de José Ribamar Ferreira, foi poeta, crítico de arte, biógrafo, tradutor, argumentista de teatro e de televisão, memorialista e ensaísta. Editou o primeiro livro, “Um pouco acima do chão”, em 1949, com recursos próprios.

Ferreira Gullar foi politicamente ativo, quer como cidadão quer como escritor, o que o levou inclusive ao exílio, na década de 1970, tendo vivido em Moscovo, Santiago do Chile, Lima e Buenos Aires.

Em 2002, por indicação de nove acadêmicos de Portugal, Brasil e dos Estados Unidos, foi indicado para o Prêmio Nobel de Literatura.

sábado, 3 de dezembro de 2016

Museu da Moda de Belo Horizonte chega em dezembro


BELO HORIZONTE (MG) BRASIL - No mês de dezembro, o famoso “Castelinho” da Rua da Bahia deixará o status de Centro de Referência da Moda para ganhar o título de Museu da Moda de Belo Horizonte –  MUMO, o primeiro museu público destinado ao seguimento no país. 

A inauguração acontecerá na próxima terça-feira (6), e é uma iniciativa da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura.

“O projeto do Museu da Moda surgiu há sete anos, no Museu Histórico Abílio Barreto - MHAB, quando começamos a juntar coleções de diversos períodos da história da cidade. 

Em 2012, nasce o Centro de Referência da Moda que agora, transformado em museu, terá, além do acervo guardado no MHAB, sua própria reserva, e poderá abrigar mais peças”, explica Leônidas de Oliveira, presidente da Fundação Municipal de Cultura - FMC

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Morre Keo Woolford, ator de "Hawai: Força Especial"

Morre Keo Woolford, ator de "Hawai: Força Especial"

O ator norte-americano morreu em  hospital do Hawai, na sequência de um ataque cardíaco, anunciou o seu divulgador.

Woolford era conhecido do grande público pela participação regular na série "Hawai: Força Especial", na pele do Detetive James Chang, desde 2010. Além da televisão, teve um percurso teatral - incluindo no West End, em Londres - e foi elemento da boyband havaiana Brownskin.

Nos últimos anos, tinha-se dedicado também à realização, tendo dirigido o filme independente "The Haumana", em 2013, premiado em vários festivais internacionais. Mais recentemente, tinha terminado o argumento para a sequela dessa primeira obra.

MAIS ÓBITOS 

Francisco Nicholson