Páginas

domingo, 21 de outubro de 2018

Gustavo Dudamel recebe prêmio "Gish"

O venezuelano Gustavo Dudamel recebe prêmio de prestígio pela sua carreira e devoção à educação musical dos mais pobres. 

Dudamel foi premiado com o Dorothy and Lillian Gish Prize, um dos mais importantes outorgados a artistas nos EUA e que inclui também uma quantia em dinheiro de 250 mil dólares. "Sinto-me muito honrado por receber o prêmio Gish", disse Dudamel, citado esta quinta-feira num comunicado da organização do reconhecimento, que será entregue no dia 4 de dezembro em Nova Iorque.

Gustavo Dudamel foi um dos principais embaixadores do sistema de orquestras venezuelano criado por José Antonio Abreu, até ao seu distanciamento com o governo do presidente Nicolás Maduro. O sistema, que foi replicado em mais de 40 países, procura proporcionar a crianças das classes mais desfavorecidas uma ferramenta para sair da pobreza.

O venezuelano desenvolveu uma versão do programa em Los Angeles, com a orquestra juvenil YOLA. Assim ele se junta a uma lista de artistas premiados com o Gish: compositora Meredith Monk, os produtores de cinema Elizabeth LeCompte e Spike Lee, a dramaturga Suzan-Lori Parks, a artista plástica Maya Lin, o arquiteto Frank Gehry e o músico Bob Dylan. (Francisco Martins \ sapo.pt). 

Unir o Brasil: difícil missão do próximo presidente da República

O Brasil está subdividido em grupelhos que buscam o tal empoderamento: LGBT, Mulheres  de grupos liberais ou libertinos, negros e bicicletistas por exemplo. Sendo eles atendidos em seus anseios, o resto da população que se exploda. Todos visam apenas suas melhorias, olham somente ao próprio umbigo. O próximo presidente terá a difícil missão de unir à população, que é maioria absoluta. Empoderamento a todos ou nada.
Um país não pode se curvar aos anseios, aos desmandos de uma minoria. Qualquer presidente, prefeito ou governador tem de trabalhar para a população como um todo. Não se deve mais tolerar este papo de empoderamento diste ou daquele grupo. 
O País precisa de uma reciclagem na cidadania. Aquele que insistem em formar grupelhos de empoderamento, que na verdade servem para afrontar à sociedade , precisa responder perante à lei. Afinal, se querem poder, direitos precisam também ter leis de contenção, de abuso cometidos por eles. 
A liberdade é ouro, esta tal democracia nacional não passa de um bandalhacia, desrespeito total. Vamos torcer para o próximo presidente da República (pouco importa sigla ) contenha os ânimos destes arruaceiros: mulheres, LGBT e negros por exemplo que, tudo é motivo para fechar ruas e atrapalhar o ir e vir dos cidadãos, sem que o famigerado Judiciário ou STF tomem providências. Ordem e Progresso, já. 

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

The Corrs "Breathless, super performance

The Corrs em ótima performance na Radio 2 Live no Hyde Park 2015, Londres. Visite o website  http://www.bbc.co.uk/events/eg5j5v
Banda The é uma banda de folk rock e pop rock da Irlanda constituída por três irmãs e um irmão da família Corr: Sharon, Caroline, Andrea e Jim. 

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Michel Temer: um traidor travestido de presidente

Polícia Federal finalizou  Inquérito dos Portos: Michel Temer é indiciado por corrupção, na terça-feira, 16.

O documento foi entregue ao ministro Luís Roberto Barroso, relator no STF. Também foi pedida prisão  coronel Lima, amigo íntimo de Michel Temer.
Michel Temer e sua madrinha política, Dilma Rousseff

Entre os indiciados estão: o ex-assessor especial da Presidência e ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (MDB); João Baptista Lima Filho, coronel aposentado e amigo do presidente, e sua mulher, Maria Rita; pessoas ligadas à empresa Argeplan, do ex-militar; empresários da Rodrimar; e a filha de Temer, Maristela.

A prisão do sujeito que assumiu a presidência da República do brasil, Michel Temer, é questão de pouco tempo. Para melhor se saber, Temer traiu sua colega e madrinha política, Dilma Rousseff, ladra e terrorista que virou presidenta do Brasil. Ele Michel "Mentira" Temer, foi eleito na rabeira de Dilma e, enquanto ela dormia, ele urdiu um plano diabólico para tirar sua  parceira de atos espúrios do poder. 

Será que se pode acreditar em um cara de pau que urdiu, trapaceou com sua parceira \madrinha política, jogou-na aos leões.  Mas, a hora de Temer está por chegar. Este  trapaceador não merece credibilidade. Não merece respeito. Merece, sim, as grades de uma prisão que vem a galope.

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Shawn Mendes: "Under Pressure"

O músico canadense lança  versão do tema "Under Pressure" do Queen

Shawn Mendes lançou esta semana uma versão acústica do tema "Under Pressure", dos Queen. "Em homenagem à vida e ao legado de Freddie Mercury e dos Queen, e celebrando o biopic que em breve chegará às salas de cinema, 'Bohemian Rhapsody', o músico lusodescendente  lançou uma versão acústica do icónico single", frisa a Universal Music em comunicado. 

A canção, que foi produzida por Teddy Geiger, é a primeira de uma série de versões em apoio ao Mercury Phoenix Trust (MPT). "A interpretação emotiva de Mendes e Geiger presta homenagem não só aos Queen, mas ao trabalho que continuam a fazer em nome de Mercury através da MPT – lutando contra a  AIDS em todo o mundo". A organização fundada em 1992 por Brian May, Roger Taylor e Jim Beach.


Criação do Museu do Flamengo, o Fla Memória


A criação do Museu do Flamengo, o Fla Memória, foi discutida entre o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão e o gerente de Patrimônio Histórico do Clube de Regatas do Flamengo, Rodrigo Saboia. Ao explorar inovação tecnológica, o Fla Memória espera receber de 150 a 250 mil visitantes por ano.


O representante do clube estima um investimento de R$ 14 milhões para a execução do projeto Fla Memória. Para captar o valor, o ministro sugeriu a elaboração de um projeto voltado para a Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). 

Inspirado Real Madrid e Barcelona

A proposta envolve a montagem de exposição sobre a história do Clube Flamengo e sua importância na vida econômica e sociocultural do estado do Rio de Janeiro e do País. Dividido em 15 áreas temáticas, o projeto convida a uma viagem pela história do clube. Para isso, a sede do Flamengo, no bairro da Gávea, passará por uma transformação para alocar essa nova estrutura. A iniciativa é inspirada em museus e exposições de clubes internacionais, como Juventus, Real Madrid e Barcelona.